Archive for Julho, 2009

mix/master

 

seu Zédi Cezário, gravando sanfona em Farra Sertaneja

seu Zédi Cezário, gravando sanfona em Farra Sertaneja

Após enfiar as vozes nas 12 faixas que estou gravando, agora estou na fase de um dos mais importantes processos de um disco, que é o da mixagem …  o que estou fazendo com um antigo parceiro, Jota Marciano. Com ele, Os Quatro gravou a primeira vez em estúdio, já no distante ano de 1997, quando começaram a aparecer na cidade os primeiros estúdios de gravação profissionais. As músicas vão ali ganhando pelas nossas mãos cautelosas suas medidas exatas, originando suas interpretações definitivas, a serem fixadas na matriz.

Após a primeira semana e meia de trabalho, é exigido uma pausa, não apenas pela própria necessidade que essa etapa requer, como também por outros motivos profissionais. Voltaremos a mexer nas músicas depois de alguns dias de observação da execução do áudio em diversos tipos de aparelhos e fones, anotando as principais mudanças a serem consolidadas na próxima e última fase, antes da masterização.

Paralelamente a tudo isto, tem também a parte burocrática, a ser resolvida com o envio de docs assinados por todos que são citados dentro do cedê, com firmas autenticadas e o escambal. Uma chatice, mas que são ainda imprescindíveis nessa parte formal do negócio.

ah, mas é isso! Com o próximo encerramento das atividades relacionadas ao disco, começam os preparativos para os shows, que terão o formato de um concerto-recital e deverá ser apresentado em fins de setembro e início de outubro.

ESSO A.

 Me visite no sítio!
(www.sitiodoesso.com)

25/07/2009 at 15:43 Deixe um comentário

Entre Idas e Vindas

Entre idas e vindas, sobe e desce botão, aperta o plei e muitos ‘gravando!’, tomou forma o conteúdo deste disco ‘Alma de Poeta’.

Menos as vozes, estão já praticamente registrados os muitos percussons de Jorge Peña, as muitas teclas e a engenhosidade do meu irmão Lula, a sanfona de seu Zé, a guitarra de Samir, o baixo do Gruve, a batera do Jacson, os meus violões, violas, etc. E mais uma pá de pequenas mas importantes participações que de toda maneira contribuem para engrossar o caldo deste disco, que acaba por retratar não só minhas ins-pirações musicais, mas também revela um tanto das letras de vários outros moços e moças que por aqui lidam com as palavras, além de um texto de Chico César publicado em ‘Cantáteis’ e outro do Manuel Bandeira, do qual ainda estamos tratando da liberação.

Semana que vem serão colocadas as vozes, e na seguinte, entra a fase de mixagem e masterização.

Segue então a matriz para a fábrica,
e então passamos aos ensaios para os shows de lançamento.

prá frente!

prá frente!

ESSO A.
Me visite no sítio!
(www.sitiodoesso.com)

03/07/2009 at 16:13 Deixe um comentário